Selos Ecológicos, mais um passo sustentável

Atualizado: Jun 17



Numa conversa, uma mãe utilizadora de fraldas reutilizáveis disse-me: “as pessoas não se interessam se as fraldas reutilizáveis são certificadas”.


Essa frase fez-me refletir e chegar à conclusão de que não estou de acordo com essa mãe.


Penso que as pessoas não estão devidamente informadas sobre a existência de certificações que garantem têxtis sem produtos nocivos para a saúde, mais sustentáveis para o meio ambiente e que respeitam o trabalho humano.



Achei pertinente de abordar com vocês 2 selos ecológicos que nos querem bem:

Algumas roupas que usamos no nosso dia a dia não são saudáveis ​​porque contêm substâncias tóxicas. Bisfenol A, disruptores endócrinos, pesticidas, metais pesados, arsênico, benzeno, ftalatos e muitos mais.


Estamos cada vez mais sensíveis a produtos nocivos presentes nos produtos que nos rodeiam e das consequências ambientais que os mesmos provocam.

Portanto, estamos pouco informados sobre os tratamentos dos têxteis usados para o fabrico das nossas roupas ou para nossa casa. Ao contrário dos alimentos, o rastreamento de roupas não é claro, especialmente porque a cadeia de produção está totalmente globalizada.


A nossa roupa ou o nosso sofá por exemplo, pode ser feito com tecido proveniente da Tailândia, os fechos da China, tecer e pintado na India, cortado no Bangladesh, costurado na Turquia, embalado na Europa. Destinos atraentes para viajar, mas não para comprar roupa... 🤔


Difícil de conhecer a origem certa das nossas peças de roupa.

Indústria têxtil, resultados assustadores!



Entre o tratamento de resíduos relacionados à produção de roupas, água utilizada, tinturaria e transporte, a indústria têxtil é uma das mais poluentes do mundo. A indústria têxtil é responsável por 17 a 20% da poluição da água no mundo (70% na China).



Essa informação é conhecida há muitos anos, mas em todo o caso o consumo de têxteis está continuamente em crescimento.

Desde 1 de Janeiro de 2020 até este preciso momento em que vos estou a escrever, foram usados 1.818.358.000.000 de litros de água para tingir tecidos…Simplesmente horrível!

Convindo-os a consultar este site francês que permite ver em direito o consumo de água utilizada.


Sem falar dos resíduos rejeitados nos rios que servirão de água potável aos povos e do impacto na produção, principalmente de algodão (OGM, pesticidas, inseticidas…).



Além destes fatores de produção, a indústria têxtil oferece condições sociais e sanitárias degradantes para os trabalhadores: salários indecentes, condições deploráveis, trabalho infantil, exposição a produtos químicos, …

🌼 Quando o produto está finalizado, nós consumidores estaremos em contato com os produtos tóxicos utilizados e seremos contaminados pela pele por um mal invisível (metais pesados, pesticidas, ftalatos, benzeno, corantes alergénicos,…) que usaremos com felicidade.


Alternativas existem!


Existem vários certificados eco responsáveis, mas os mais exigentes e mais importantes no mundo têxtil são os que vos vou apresentar. Essas certificações ou selos ajudam o cliente a comprar mais saudável, mais ecológico e mais natural.

Oeko-Tex contra roupas não rastreáveis ​​que contêm substâncias tóxicas

Oeko-Tex é um selo que garante a qualidade sanitária dos têxteis: isento de produtos tóxicos, e inofensivo para a saúde humana.


Oeko-Tex nasceu de uma associação alemã criada em 1992, controla a presença ou ausência de substâncias nocivas em TODOS os elementos que constituem uma peça de vestuário ou de mobiliário, especialmente quando se destina a ser usada por bebés com a pele sensível e frágil.


No obstante, o selo Oeko-Tex certifica também fibras de algodão convencional (não biológico), produzido em maioria com algodão OGM, responsável de mais 25% de pesticidas no mundo e que consome uma grande quantidade de água.



Por essa razão, o selo Oeko-Tex não garante que o têxtil certificado por eles seja ecológico, nem bom para o meio-ambiente.


Privilegiar a certificação Oeko-Tex para os artigos de têxtis não biológicos.


Gots (Global Organic Textile Standard), Etico-sustentável responsável

Referência internacional mais exigente em termos de critérios ambientais e sociais.

Exige que o algodão seja cultivado de acordo com as regras da agricultura biológica, mas também que sua transformação respeite o meio ambiente e saúde humana, tanto para os produtores de algodão, como para os trabalhadores da produção, até ao cliente final.


O selo Gots certifica a ausência de metais pesados, de branqueamento com cloro, de uso de ftalatos e PVC mas também de corantes e tintas com baixo teor de impacto ambiental, em conformidade com os padrões sociais da organização mundial do trabalho (trabalho infantil, horas extras, salário digno, etc.).


A certificação Gots garante que o algodão é orgânico (95% das fibras de uma peça de roupa devem ser de origem orgânica para serem certificadas pelo GOTS). Isso inclui etiquetas, termocolante etc.


O selo Gots é o mais completo por que inclui os critérios de Saúde, Meio Ambiente e Social.

Menos consumo e mais qualidade


Penso que concordamos no fato que os preços são mais elevados na compra de produtos certificados.


Vejo amigos que mudaram a maneira deles de consumir. De um comprar muito “a preços mais baratos” para passar a comprar pouco mas de qualidade.

Eles confirmaram-me que os seus orçamentos não foram afetados.



Encontrei um artigo da blogger Michelle Jackson que explica como comprar barato ou este que explica como economizar comprando roupas de qualidade.



Da minha parte, sempre fui muito apreciadora de roupas de segunda-mão e de reutilizar ou recondicionar peças existentes. Se tiver que comprar uma peça nova, privilégio a certificação Gots ou oeko-tex mas também a qualidade para uma melhor longevidade.


Este artigo do Diário de Noticias, comenta sobre as toneladas de roupas Fast Fashion que terminam nos aterros.


Conhecem outras certificações mais sustentáveis?



Partilhe connosco a sua opinião 😊

Mude a sua Rotina com as nossas informações!

Meus produtos & Eu

Para Bebé

Para Ela
Para Ele

marienatureportugal@gmail.com

© 2020 MarieNature

Hello!

FaceBook
Instagram