Sangramento livre, Explicação

Durante a menstruação a grande maioria das mulheres usam uma proteção higiénica a fim de protegê-la contra qualquer vazamento, como o tampão, o copo menstrual, o penso higiénico ou ainda a cueca menstrual.

O sangramento livre ou free flow instinct em inglês, Free Bleeding nos Estados-Unidos, é uma prática que consiste em não usar nenhuma proteção menstrual durante o período. Essa técnica originária dos Estados Unidos, consista em evacuar o sangue direitamente na sanita.


Uma alternativa 100% ecológica, 100% económica, mas será 100% saudável?

Como praticar o sangramento livre? Quais são as vantagens e os riscos?

Vamos ver isso juntas.



Sangramento libre


O FFI (Free Flow Instinct) é uma técnica onde as proteções higiénicas não existem.

Qualquer mulher com período pode sair de casa e praticar o FFI, sangramento livre em português. Sim, qualquer mulher, mas com alguma prática. Será demasiado arriscado sair sem ter experimentado em casa.





Esse simples método consiste em estar atenta às diferentes sensações e solicitações do seu corpo. Quando sentir o fluxo menstrual a escorrer pela sua vagina, terá de se dirigir a casa de banho para aliviar-se.



Mais concretamente, a técnica é de contrair o períneo até a próxima necessidade de ir a casa de banho para relaxar os músculos e libertar o sangue.






O sangramento livre é acessível a todas?


A prática do sangramento livre pode ser adotada por qualquer mulher depois de alguns ciclos de treino.

Normalmente são necessário alguns meses para aprender a gerir totalmente o seu fluxo. As mulheres com a menstruação abundante podem ter um pouco mais dificuldade a implantar esta técnica (um pouco mais!, não disse que era impossível).






Não perdemos sangue todos os minutos, a media seria entre 4 a 8 colheres de sopa (1 colher de sopa faz 10ml) de sangue por ciclo = media 60 ml de sangue.




Como qualquer outra nova prática, podemos estar menos confiantes em controlar regularmente se a sensação de escorrimento é mesmo real. Tem de dar tempo ao cérebro de habituar-se, até ser “mecânico”.


Durante a noite, algumas mulheres conseguem gerir e manter o períneo contraído. Outras terão mais dificuldades. Neste caso, uma proteção higiénica como um penso higiénico reutilizável ou uma cueca menstrual será necessário.


O uso do DIU, o fato de ter tido uma ou várias gravidezes não impede a prática do sangramento livre.


Várias mulheres reconheceram que a prática do sangramento livre diminuí as dores menstruais, que o volume do sangue era menor e que o dia de período eram mais curtos.



Quais são as dificuldades que podemos encontrar na prática?


🩸 Um períneo pouco tónico…

O períneo é um músculo e como todos os músculos, ele deve ser treinado a fim de se manter contraído, na mesma intensidade, durante um certo tempo.

Como as mulheres depois do parto, é possível fazer uma reeducação, com uma enfermeira parteira ou um fisioterapeuta, do seu períneo para fortificá-lo.


🩸 Se não tiver uma casa de banho por perto, não a sangramento livre. Porquê?

Por que como a bexiga, não é recomendado de manter o seu perineu contraído durante várias horas. Se quiser continuar a praticar o sangramento livre nos espaços públicos (por que há poucas casas de banho) ou não estar preocupada se tiver que se deslocar para um espaço sem casa de banho por perto, o seu penso higiénico reutilizável ou a sua cueca menstrual poderá assumir o trabalho e vos deixará desfrutar do momento ou passeios o tempo que quiser.


🩸Na prática de um desporto. Raras são as mulheres que conseguem praticar os 2, desporto e o sangramento livre. Conheço uma pessoa que depois vários anos a praticar o sangramento livre, consegue nadar sem proteção íntima.

Para outras, aconselhamos o uso do copo menstrual antes de lançarem-se para água.




O medo de ter a cueca manchada pode ser incapacitante para algumas, por isso aconselhamos que opte pela cueca menstrual em complemento da prática do sangramento livre: serenidade garantida!


"O seu períneo não tem o mesmo automatismo que a sua bexiga. Ele tem de ser contraído voluntariamente. Uma ação incontrolada como uma gargalhada ou um espirro (sim, sim acontece), a sua cueca pode salvar-lha".





= A cueca menstrual é uma transição ecológica e saudável aos pensos higiénicos clássicos.


Ela permitirá de ficar tranquila nos primeiros ciclos, mas também à noite, quando poderás relaxar os teus músculos e o teu corpo para uma boa noite de descanso.




Como praticar o sangramento livre?


Desde sempre as mulheres utilizaram proteções menstruais ou deixavam o sangue escorregar pelos seus vestidos compridos. Nós também, fomos desde a adolescência formatadas a utilizar proteções íntimas.


Para iniciar essa prática, temos de ser pacientes por que o nosso corpo, os nossos genes dos nossos antepassados, nunca praticaram o sangramento livre.




🩸 Primeiro, temos de excluir proteções internas a fim de poder sentir quando o seu sangue corre. Tentar sentir quando é que ele é mais abundante, de manhã, depois da refeição, no final da tarde? Quantas vez vai a casa de banho durante o dia?


Pouco a pouco, aprenderá conhecer-se internamente, a ouvir-se e descobrirá o seu ritmo.


🩸 Segundo, compreenderá que é fisiologicamente possível. O sangue antes de ser libertado pelo corpo, terá de percorrer um longo caminho (colo do útero, vagina norte, vagina sul).


🩸 Terceiro ponto, será de reforçar o seu perineu com exercícios adaptados regularmente. A grande vantagem desses exercícios, é que podem ser praticados quando e onde quiser sem ninguém aperceber-se.


Quando sentir o sangue a escorregar, ficar descontraída. Quando for à casa de banho, concentra-se e quando terminar, fazer um último esforço a fim de expulsar o sangue que poderá estar escondido na vagina.



Oportunidade de viver a sua menstruação naturalmente?


Dizem que o sangramento livre faz parte de uma ecologia nova, por que é a maneira mais natural de viver as suas menstruações.



A prática de sangramento livre tem vantagens interessantes:

  • FFI evita a utilização de proteções menstrual que podem ser toxicas e poluentes,

  • Um método que permite urinar e ter o seu período em mesmo tempo (fantástico, não é?),

  • Uma feminidade desenvolvida que aceite o seu período, que sabe controlar o seu corpo e que respeita o seu ritmo.

  • É 100% gratuito.


O maior inconveniente, além de estar próxima de uma casa de banho, seria a dificuldade de contractar o seu perineu durante várias horas quando praticamos uma atividade física ou quando dormimos.


Alguns médicos desaconselham o sangramento livre por que manter o seu sangue durante um longo período dentro da sua vagina poderá ser favorável a uma contaminação bacteriana.





Para a prática do sangramento livre, um treino de diferentes características como a concentração, a observação, a musculação e o conhecimento do seu ciclo serão necessários.

A prática do sangramento livre, desenvolve na mulher que pratica, um estado psíquico ativo (não mais passivo!) que oferece a possibilidade de se reapropriar o seu corpo e de ser autónoma: o GirlPower, o PoderFeminino!



Guarda em mente que o sangramento livre, é uma questão de sentido, o mais importante é ouvir-se e ir ao seu ritmo, com calma e paciência.


Se quiser conhecer este novo mundo, não se esquece que Roma não se construiu num dia.








Outros artigos sobre o sangramento livre:


Mude a sua Rotina com as nossas informações!

Meus produtos & Eu

Para Bebé

Para Ela
Para Ele

Hello!

FaceBook
Instagram

YouTube

marienatureportugal@gmail.com

© 2020 MarieNature