SABÃO DE MARSELHA… O VERDADEIRO !!!

Atualizado: 22 de Dez de 2020



Encontramos no mercado, imensos tipos de sabão de Marselha, mas que não são autenticamente sabões de Marselha.

Ingredientes, modo de fabricação, etc… são diferentes componentes que não fazem parte da tradição ancestral do verdadeiro sabão de Marselha.


Este sabão é conhecido por ter vantagens benéficas para pele e não é nocivo para nossa saúde, nem para fauna e a flora.


Mas como saber quando temos XX marcas diferentes que se dizem sabão de Marselha?

Como ter certeza de que estas marcas não usam ingredientes que podem ser prejudiciais à nossa saúde e o nosso ambiente? O melhor meio para saber o que compras e o sabão que estás a usar, é conhecer o sabão de Marselha!


Sabão de Marselha o que é que é?


O sabão de Marselha é um sabão solido sem aditivos químicos, que pode ter diferentes formas e tamanhos. Uma alternativa simples, saudável e eficaz aos produtos industriais para o corpo ou para a casa.


Ele tem de ser:

  • Fabricado exclusivamente a partir de óleos vegetais,

  • Sem perfume,

  • Sem colorantes,

  • Sem conservantes,

  • Sem aditivos,

  • Sem testes nos animais.

Fabrica Fer a Cheval em Marselha

Sabão de Marselha possui múltiplas virtudes:

  • É hipoalergénico (sem corantes, conservantes ou perfume),

  • É biodegradável em menos de 28 dias,

  • É recomendado por dermatologistas no combate à pele seca ou pelos dentistas para cuidar das gengivas sensíveis,

  • É económico em uso, pois tem uma viabilidade 2 vezes maior que um sabão tradicional.

No sul de França, diz-se que se pusemos um sabão de Marselha no fundo da cama previne-se os reumatismos e cãibras

Sabes qual é a origem do sabão de Marselha?


Ele tem a sua origem no sabão de Alepo na Syria, considerado o sabão mais velho do mundo, que já existe há 3500 anos!


O método de fabricação do sabão de Alepo preparado à base de azeite e de louro, espalhou-se por diferentes países da região do Mediterrâneo após as Cruzadas, até chegar a Marselha no século XII.


No dia 5 de outubro de 1688, Jean-Baptiste Colbert de Seignelay, secretário da Casa do Rei, Louis XIV, regulamenta a fabricação do sabão de Marselha que garante a qualidade do sabão e marca a sua reputação :

“Não se pode usar na fábrica de sabão, que seja de soda caustica ou de cinza, nenhuma gordura, manteiga ou outras materiais; mas apenas azeite puro, e sem mistura de gordura, sob pena de apreensão da mercadoria ”.

Os anos que se seguiram à segunda guerra mundial são catastróficos para o sabão de Marselha que será suplantado por detergentes sintéticos.



Hoje, na região de Marselha apenas 4 fábricas de sabão artesanais respeitam a saponificação a quente e os processos ancestrais e continuam a produzir o famoso cubo de 600 gramas com o nome da fábrica e a menção “72% de óleo”:


O sabão de Marselha, como o sabão de Alepo, não tem uma denominação de origem protegida.


Inúmeros sabões pretendem ser “sabão de Marselha” sem ter os componentes naturais e as características ecológicas. Eles têm origem na China, na Turquia, etc…


Geralmente, os sabões industriais contem aditivos químicos (colorantes e perfumes), ao contrário dos que são produzidos artesanalmente, eles podem secar a pele.


As fábricas citadas acima, são as únicas a garantir o procedimento autêntico, em caldeirão (saponificação especifica chamada “processo marselheses”), fabricado unicamente a partir de óleos vegetais.








O sabão de Marselha original respeita todos os critérios dos rótulos Bio Ecocert et Cosmebio.






Sabe reconhecer um bom sabão de Marselha?


Nem todos têm um mestrado em química para descodificar os ingredientes de cada sabão, e geralmente as lojas nos confirmam sempre que este sabão é o original, não só por quererem vender, mas também por falta de conhecimento.


O sabão de Marselha é composto dos seguintes ingredientes:


Sabão de Marselha verde





  • Azeite (Olivato de sódio)

  • Sal marítimo (cloreto de sódio)

  • Soda cáustica (hidróxido de sódio)

  • Água






Sabão de Marselha Branco


O sabão de Marselha de cor branca, é feito com os mesmos ingredientes, mas o azeite é substituído pelo óleo de Palma.

No site da fábrica de Marius Fabre, explique que desde o seculo XVIII o óleo de palma é utilizado na fabricação do sabonete de Marselha.


Todos os sabonetes brancos são feitos a partir de óleo de palma, e alguns verdes também.



Mesmo se a produção deste óleo cria muitos empregos, não podemos esquecer que sua produção não respeita os valores ambientais como por exemplo, desmatamento em massa.

Porque a maioria dos sabonetes de Marselha contem o óleo de copra?


A receita original inclui apenas óleo de oliva que faz um sabão pouco espumoso.

Para facilitar a utilização diariamente para a lavagem corporal, muitos industriais adicionam o óleo de copra* (cocoato de sódio) a fim de aumentar o seu poder espumante.


Em casa, nós utilizamos o sabão de Marselha Comme Avant, feito com 100% de óleo de oliva biológica, saponificado a frio sem colorantes ou outros ingredientes desnecessários.

O preço dos sabões são razoáveis e não mais caros que sabões de Marselha ditos originais.

Espero que este artigo te permita de conhecer melhor o sabão de Marselha e te ajude na tua escolha nas futuras compras.




*Copra: polpa seca do coco

Mude a sua Rotina com as nossas informações!

Meus produtos & Eu

Para Bebé

Para Ela
Para Ele

Hello!

FaceBook
Instagram

YouTube

marienatureportugal@gmail.com

© 2020 MarieNature